Afreudite, blog da blague "La valeur du message gît dans sa différence avec le code" "L´équivoque est la seule arme dont on dispose contre le symptôme" Lacan

Sunday, September 17, 2006

afreudite*
Afreudite alertou, em devido tempo, para os perigos da elevação de um RatoSinger (ainda se fosse o Mickey) , professor de Tiologia (curiosamente, os professores de teologia são tios, ou ficaram para tios) na universidade de Rat is bona (para respeitar a concordância deveria dizer-se Rata is bona), presidente da Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé , vulgo Santo Ovício, para a mais alta magistratura da Santa Sé.

Afreudite viu os sues receios dilatarem-se quando este nativo da Baviera, adoptou como nome , o de Bento XVI. Na altura aconselhámos : "Cerrem las bentanas que vamos ter bentania !"

Infelizmente, os factos têm vindo a dar-lhe razão. Desde que ele foi investido , um sem número de bendavais, tornados e furacões têm avassalado as costas da América (terra de protestantes), a Ásia ( terra de budistas, hindus, onde a sorte do cristianismo tem sido aziaga) e outras zonas que têm permanecido refractárias ao apelo do Santo Cruztáceo (que está na cruz).

Quando se pensava que o mundo muçulmano ia ser poupado a esta série de catástrofes, eis que o Santo Padre, falando sobre o tema da Violência da Fé e a Fé na Violência teve a peregrina ideia de citar um imperador bizantino do século XIV que criticava o profeta Muhammad (Maomé) por pregar a difusão da religião através do gládio.

Como diz o povo : " Há muita gente que vê o argueiro no olho do vizinho mas não lobriga a trave no próprio cargueiro "

Se Sua Santidade quisesse exemplos edificantes da violência da fé e da fé imposta pela espada não precisava de olhar para a casa do vizinho. A sua , e em particular, o departamento que presidiu (Santo Ofício) ter-lhe-ia fornecido exemplos em abundância.

As suas santas e avisadas declarações tiveram o efeito esperado : Os do outro bando. e da outra banda (do Mediterrâneo) tiveram a reacção que era esperada : queimaram umas quantas efígies, atacaram outras tantas igrejas, manifestaram-se.

Perante este Santo Pan-demónio Afreudite não resiste a evocar o conhecido provérbio popular (Vox populi, vox dei) :

"Quem semeia Bentos , colhe tempestades !"

( Para a Carol que também semeou Bentos... )

1 Comments:

Blogger Carlos said...

«Quem semeia Bentos colhe tempestades!» - bem visto, gosto desta, na sua aparente simplicidade. Mas qual a pertinência em insistir tanto nas "gralhas" ortográficas?

1:40 AM

 

Post a Comment

<< Home